CPF e CNPJ serão exigidos nas encomendas internacionais



A Receita Federal começará, em 2020, a exigir o CPF ou CNPJ nas encomendas internacionais, o que poderá ser informado ao próprio vendedor ou no site dos Correios.


A partir do dia primeiro de janeiro de 2020, a Receita Federal brasileira começará a exigir o CPF ou CNPJ ou número do passaporte do destinatário em todas as encomendas e remessas internacionais, para que, assim, elas possam ter o despacho aduaneiro iniciado. As encomendas vindas do exterior que não estiverem com esta informação poderão ter a entrada proibida no país, sendo devolvidas ao remetente ou, até, destruídas, quando a devolução não for possível.

A informação do documento deve ser dada no momento da compra online, caso isso não aconteça ou o remetente envie a encomenda sem estes dados, o destinatário poderá prestar estas informações no site dos Correios, através do rastreamento ou da página “minhas importações”. Somente após estas informações cadastradas, as encomendas poderão ser apresentadas para a fiscalização aduaneira.



O site NovaConsulta.com.br traz uma série de serviços para o cidadão, de modo a agilizar consultas e integrar melhor a sociedade com o Poder Judiciário.

Você poderá consultar seus processos, além de poder contar com a nossos serviços de Assessoria Jurídica.

Precisa de nosso auxílio? Fale Conosco.